Associação de Caçadores de Pedrógão Pequeno

A Lei de Bases Gerais da Caça, à data regulamentada pelo Decreto-Lei n.º 202/2004 de 18 de agosto (atualmente republicada pelo Decreto-Lei n.º 167/2015 de 21 de agosto), pretendeu a estabilização dos princípios orientadores da atividade cinegética nas suas diversas vertentes, considerando a conservação do meio ambiente, criação e melhoria das condições que possibilitem o fomento das espécies cinegéticas e exploração racional da caça, na perspetiva da uma gestão sustentável dos recursos cinegéticos. Considerando ainda o importante contributo da atividade cinegética para a economia local do meio rural, compatibilização com as restantes atividades destes espaços nas vertentes económica, cultural, social e lúdica.

Assim, ainda que a gestão dos recursos cinegéticos no território nacional seja da competência do Estado, considerando os objetivos previstos no ponto anterior a legislação foi adequada admitindo a transferência de gestão sob as figuras legais de Zona de Caça Municipal – ZCM e Zona de Caça Nacional – ZCN e, a concessão na situação de Zona de Caça Associativa – ZCA e Zona de Caça Turística – ZCT.

No ano de 2006, seguindo o exemplo da estruturação do território nacional em Zonas de Caça, nas diversas figuras consagradas pela lei, um grupo de caçadores na sua maioria residentes ou naturais da freguesia, constituíram a Associação de Caçadores de Pedrógão Pequeno, formalizada em escritura na data de 7 de dezembro de 2006 no Cartório Notarial de Vila de Rei.

Sendo sócios fundadores: Manuel António da Silva dos Santos, Acácio Simão Nunes, José António Nunes Tomé, Aníbal Antunes Gomes, José Ernesto da Piedade Gomes, Vítor José Antunes Fernandes, Cesário Martins, Francisco Ramos dos Reis, Joaquim António, José de Jesus Fernandes e Mário Amélio Henriques.

A Associação nos termos da lei vigente, de direito privado sem fins lucrativos, ficou com sede no lugar Vale da Galega localizado na freguesia de Pedrógão Pequeno, no concelho da Sertã. A Associação de acordo com os seus estatutos tem por objetivo a representação dos caçadores da freguesia junto das entidades oficiais. Contribuir para a harmonização da caça na freguesia para com os interesses económicos, sociais e recreativos. Colaborar e participar no ordenamento, administração, gestão e defesa das espécies cinegéticas na Freguesia de Pedrógão Pequeno.

Com o apoio técnico disponibilizado pela Federação de Caçadores da Beira Interior foi então elaborado o processo que visou a transferência de gestão dos recursos cinegéticos existente na freguesia, para o Clube de Caçadores de Pedrógão Pequeno. O processo assumiu efetividade com a publicação da Portaria nº 923 de 14 de agosto, Diário da República, 1ª série – Nº 156, com a designação de Zona de Caça Municipal de Pedrógão Pequeno e com o nº 4682-DGRF. Esta Associação também tem organizado algumas ações/passeios micológicas, ações estas que têm contribuído para que a população tenha um melhor conhecimento sobre as diversidades dos cogumelos existentes na região e suas potencialidades.