CASTRO DE Nª SRª DA CONFIANÇA

Descrição: Trata-se de um enorme castro da Idade do Bronze final e da do Ferro, com possível romanização e possibilidade de ter sido ocupado no Calcolítico, tendo em conta alguns materiais que ali apareceram e o atelier rastreado.

Tem a muralha a rodeá-lo e notam-se algumas estruturas habitacionais (muros rectilíneos). Para nascente dá para um fértil vale e para poente vista o rio Zêzere, num profundo desfiladeiro, dominando uma passagem muito antiga. Está assente sobre uma bolsa de granitos que abrange as vilas de Pedrógão Pequeno e Pedrógão Grande, com alguns vales de extrema fertilidade.

Comentário histórico: Nas memórias Paroquiais de 1758, o pároco da freguesia refere que existia ali um muro defensivo, bem como a porta do recinto. Almeida, 1945, afirma que existia ali um pequeno castelo medieval (o que não se confirma) que originalmente deveria ter sido um castro lusitano.

Materiais arqueológicos: Cerâmica manual, com e sem decoração, fragmentos de taça geminada, fragmentos de punhal de rebites em bronze, fragmentos de grande almofariz em granito, fragmento de machado polido em anfibolito, 1 lasca de sílex.

Tipologia: Povoado fortificado

Cronologia proposta: Calcolítico (?), Idades do Bronze Final e do Ferro, Romanização (?)